Tags

Image

Não!
Não há mar bravio
Nem vento sul
Que me impeça …

Venha!
Que venha um temporal 
Um vendaval
Ainda assim não impedirá…

Brilhe!
Que o sol mais brilhe
E em desertos tórridos se faça a terra
Vivo continuará…

O desejo que este mundo mude
não somente nas estações, no tempo…

Poema escrito em novembro de 1977, focando as preocupações quanto a poluição ambiental.

Imagem: Poluição de um rio em Karachi, no Paquistão.

Anúncios