Tags

Image

A tarde se põe
E entre versos mesclados 
a mar e fantasia,

Componho o momento
em suaves notas musicais
como as ondas na arrebentação

Este verso que escorre
É como água a jorrar na fonte
É como lágrima a rolar da fronte

Esta rima que se lança
É como a brisa que passa
É como a tarde que o sol acalenta

Essa melancolia anuncia a tristeza 
É como se ter a certeza
De um nunca mais…

“Viva o teu dia como se fosse único,
a beleza de cada nascente e a transcendência 
de cada poente nunca se repetem.”

Poema escrito em dezembro de 1979.

Imagem: O nascer do sol no outono, em uma savana russa.

Anúncios