Tags

, ,

Image

A dor é uma sensação necessária
Porém, é algumas vezes insuportável
Aos olhares de quem sofre imutável
E de quem, impotente se angustia

A dor é como um dos nossos sentidos
Surge algumas vezes surda, silenciosa
Outras vezes lancinante, aguda
E a dor crônica que se instala aos poucos

A dor simboliza o grito do parto
No sublime choro do rebento
Abrindo os pulmões no primeiro sopro
Ou na fome ao procurar o seio materno

Cada dor tem sua história
E o que ela representa
Fica guardado na memória
Não há vida sem dor, com certeza

Recordes que Jesus Cristo
Que aliviou tantas dores
Suportou a dor das chagas, do calvário
Legando-nos sabedoria e valores

Mas, a dor mais difícil para suportares
Não é a que deveras sentes
É a dor da miséria, do sofrimento
De tanta gente, nas tragédias do mundo

Há a dor perfilada nos olhos
De teus filhos
Quando padecem da vida os seus males
Ah, esta dor quanto nos deixa impotentes

Se a dor é parte-chave da existência
Também enfrentá-la com dignidade
Saber comparti-la com serenidade
Faz parte da grande experiência humana…

Poema escrito em 16 de janeiro de 2010, a propósito de uma situação vivida pelo poeta.

Anúncios